Poço (11.08.16)

Um santuário que jorra
água viva, um poço no
deserto que tem por
nascente o Cristo vivo
e ressuscitado.

Eis que o Senhor me chama
a jorrar em meio à terrra
árida, a levar esperança
e alegria aos corações
descrentes.

Quer fazer de mim um rio
que corre em meio ao deserto,
um lugar de acolhida e comunhão,
aonde o povo sacia sua sede.

Seja então, Senhor, a fonte
que jorra sem cessar, a minha
nascente, para que eu seja
água viva, na vida de quem
tem sede, um poço que sacia.

Postagens mais visitadas