O Crucificado (16/11/2015)

Ao comungar não contemplava outra
figura senão a do Crucificado,
olhei para a cruz e mais uma vez
o Senhor me dizia que por mim
se dava em sacrifício.

Olhei e não tinha nada que desviasse
o meu olhar.
Ao comungar veio em mim morar
Aquele que se dava em sacrifício
no altar.

O Eterno, a convidar-me novamente
à vida eterna.
Troquei minha humana morada,
por uma crucificada, troquei o meu
comodismo pelas dores do calvário,
os meus amores, pelo amor de Jesus.

Fiz Dele o  meu único amor e agora
e agora contemplo a figura do
crucificado, que meu o eu com
Ele à cruz levou.

Postagens mais visitadas