Uma canção de liberdade (29.08.15)

Quando estou contigo
sinto-me embalado em
uma envolvente dança.
Me sinto uma criança
a se divertir com tantas
outras.

A melodia no pulso
do Teu coração vai
penetrando os meus
sentidos e em pouco
tempo já me vejo
dançando.

Entendo então que
minha vida é obra
composta por Ti,
os sons se alternam
e soam conforme o
Teu querer.

O que posso mais eu
querer se não continuar
eternamente no embalo
desta bela canção?

Meus olhos se encantam,
meus lábios cantam, meus
ouvidos ouvem o pulsar
do Teu coração e todo o
meu ser se deixa ser
conduzido.

Talvez seja isto a tal
liberdade: uma canção
que não compus, uma
dança aonde não conduzo,
mas sou por Ti conduzido.

Postagens mais visitadas