Oferta de Amor (10.05.15)

De Ti fui aprendendo a ofertar
o pouco que tinha,
feliz encontrei a vida
e a gerei em mim.
Fui indo meio sem saber
como se daria,
que alegria quando
descobri que a vida
por mim seria concebida.
Vi-me estremecida igual
Maria perante a saudação
do anjo, vi-me necessitada
da luz do Espírito que gerou Jesus.
Em meu ventre aceitei  acolher
o menino, que um dia pela humanidade
seria rejeitado.
O pequenino de mim nascido,
vai ser grande,  Rei, porém ainda
sim será crucificado.
Amada criança, doces lembranças
trago em mim.
Vi-Te crescer, vi-Te morrer, vi Aquele
que amamentei a entregar a própria
vida e fazer dela uma oferta de amor.

Postagens mais visitadas