Mãe das dores (05.05.15)

De olhar desconsolado,
Vistes o Cristo Crucificado,
Penetraram-te as sete dores.
Um espada tua alma transpassou e diante
do peso da dor teu coração junto ao Cristo
chorou.
Tua alma em dor se contorcia,
enquanto de toda a humanidade
se compadecia.
Encontrastes um sentido que só
o coração que ama pode entender.
Tamanha foi a perfeição,
a santidade de teu Filho,
por amor deu a própria vida.
Tua alma ferida, no sangue
derramado se revigora,
por isso chamamos-te senhora,
mãe das dores.

Postagens mais visitadas