O Grito da Ressurreição (05.04.15)

Sublime noite onde Tua voz 
rompe o silêncio, a surdez 
dos nossos corações. 
A morte está vencida, 
dos nossos pecados restam 
as Tuas chagas de Amor.
Se ao abismo foi o pecador,
de lá também foi resgatado.
Encontramos então alegria 
em meio à dor, encontramos 
redenção.
Nos reunimos entorno da mesa 
para celebrar Contigo a fração 
do pão.
Somos um e Tua entrega 
nos levou novamente ao Pai.
Descestes até a mansão dos 
mortos; mas onde está a morte?
Está vencida! Vê diante de si serem 
libertos todos os filhos e filhas de Deus.
Onde está Deus? 
No mesmo lugar, 
sempre amando 
e ensinando o Amor.
Ninguém pode para o Senhor 
da vida, ninguém pode impedir 
que Ele derramasse sobre toda 
a humanidade, um a um, 
todo o Seu Amor.
Ouço Teu grito rompendo 
o silêncio do luto, chamando-nos à vida.
Vejo crianças brincando em torno do altar.
Alternam-se o Altar e a Cruz; 
o madeiro é o lenho santo onde 
foi remido o mundo inteiro.
O Sepulcro é morada temporária 
dAquele que é Eterno.
Onde está a morte?  
Não consigo vê-la ou ouvi-la.
Diante dos meus olhos tenho 
o Teu corpo chagado, ressuscitado;  
ouço somente a voz de toda a Igreja 
em festa, celebrando contigo o 
Grito da Ressurreição.

Postagens mais visitadas