Acréscimo (15.04.15)

Ponho-Vos no centro da vida,
Ao meu caos trazeis a ordem,
Aos meus desejos o equilíbrio.
Aos poucos se dissipa as
saudades do homem velho
que à porta insistir em bater. 

Encontro descanso, alegria,
Nada pode abater-me.
Não desejo nada além da
Vossa presença, não desejo 
nada além  do Vosso amor.

Chegam as fortes tempestades;
os dias fúnebres, mas nada pode 
apartar-me de Vós.
Chegam as densas nuvens a
esconder o sol, mas ainda sim 
permaneço firme à espera
da aurora que o há de revelar. 

Se sois o sentido e no Vosso 
Altar  está a minha vida, são 
vãs as minhas preocupações.  
Tudo mais é acréscimo do 
Reino que devo buscar primeiro.

Postagens mais visitadas