Setenta vezes sete (24.02.15)

Hoje não consigo,
a Ti venho pedir ajuda.
Me é pesado e sei
que sozinho não suportarei,
peço que alargues meu
coração.

Difícil decisão é acolher
e distribuir o perdão.
Egoísta coração que não
sabe perdoar.

Preciso manter em Ti o
meu olhar, imitar Teu
exemplo, perdoar por
amor.

Permita-me que te perguntes:
Quantas vezes devo
perdoar ao que me feriu,
Ao que não consigo amar,
Ao que me é sacrifício?

Permita-me que te
respondas:
sacrifício é não Me ter
por perto, é viver preso
nas mágoas e nelas
perder-se.
Deves perdoar
não só uma, mas
setenta vezes sete.

Postagens mais visitadas