A segunda dor de Maria (25.01.15)

Levante-te, toma o menino e sua mãe, foge para o Egito (Mt 2,13).

Ao ver Jesus ameaçado de morte,
sofre Maria, protegida por José,
partem para o Egito.

Glorioso São José, que por sua
fé conduziu e resguardou o
Salvador da humanidade.

Imagino que não tenho sido
fácil abandonar sua terra,
seu povo, fugir como bandidos.

Todos os pequenos hão de
conhecer a morte,
pelo corte da espada,
pela fúria acumulada do Rei.

Fogem então para o Egito.
Perseguidos, esperam a morte
de Herodes, o menino está à salvo,
todos os outros estão mortos.

Se cumpre a profecia
de Jeremias: há choro e
grandes lamentos.
As mães choram as mortes
de seus filhos, eis que no Egito
o Anjo a José aparece e os
conduz à terra prometida.

É para  Israel sua partida,
será a Galiléia seu destino,
mais uma profecia está
cumprida...

Está chegando de Belém
nativo, no Egito migrante,
da Galiléia torna-se-á habitante.

Nazareno será chamado,
chega o Messias, a fuga,
a dor da partida, é a segunda
dor de Maria.

Postagens mais visitadas