A Orla do Teu Manto (20.01.15)

Basta a força que sai de Ti
ao tocar a orla do teu manto,
para estancar o sangramento
e devolver a vida e a dignidade.

Aquela mulher deu ao mundo
tudo o que tinha, todos os seus
bens  e não encontrou o que
precisava.

Há doze anos sangrava e era tida
por impura, não era amada, não
era aceita, era tida por perdida a
cura para sua enfermidade.

Foi naquela cidade, em meio
à multidão que uma força saiu
de Ti, a mesma mulher,
não tendo mais bens, deu a Ti
a fé, o coração.

Tocou-Te e imediatamente ficou
curada, se viu livre da angústia,
tocou-Te e foi tocada.

Voltou à liberdade, está livre
aquela que por doze anos sangrou,
foi curada, teve sua vida e dignidade
restaurada, ao tocar a Orla do Teu Manto.

Postagens mais visitadas