Lenho da Cruz

Imagino ó Mãe tuas lágrimas
Lavavam o véu e o manto
que cobriam Jesus
Junto com as feridas de morte
Lavavam a dor da perda e
abençoavam a humanidade
A dignidade pelo teu Filho
refeita
Cobriam o lenho da Cruz
e as chagas por nós deixadas
Banhavam a lança que feriu
Limpavam a face que o pecado
cuspiu
Imagino ó Mãe teu ventre ferido
Ao ver Aquele por ti concebido
Ser tido por pecador
Imagino e não sei medir a dor
Imagino todo o teu olhar de consolo
Cuidando, acariciando a alma e o
corpo envolto pela dor
Imagino e não sei medir o amor
Imagino meu Senhor crucificado
E tu aos pés d'Ele ajoelhada
Teu coração com Ele na Cruz
Diante de tamanha dor, vejo tuas
mãos ensaguentadas
Com o sangue puro que lava meu
pecado
Com teu Filho nos braços,
Carregando consigo o lenho da Cruz.

Postagens mais visitadas