Perto de Ti

Chove, chuva de lágrimas
Junto às águas que purificam
As lágrimas talvez sejam da alma
Que contra Ti luta, 
A chuva talvez as Tuas derramadas
Para as minhas verem enxutas 
Teu amor, sempre terno, próximo
Às minhas limitações incompreensível
Meu limitado, procura motivos no Teu sagrado
Não existem...
Teu doce agir opõe minhas razões
Teu amar não impõe condições
Teu amor é contrário 
É inverso ao meu perverso 
Teu fogo é forte chama, brasa, vento 
Tuas águas, calma, paz, rebento
Minhas lágrimas são de dor 
Por ausentar-me de Ti 
As Tuas de amor por querer-me 
Perto de Ti. 

Postagens mais visitadas